Books Category: Spanish/Portuguese Titles

Author
Title
Categories
Collection
o homem racional

O Homem Racional: Uma interpretação moderna da ética aristotélica De Henry Babcock Veatch

Spanish/Portugues...

Prefácio e Bibliografia Comentada Douglas B. Rasmussen
Tradução Eduardo Francisco Alves

obras filosficas y polticas

Obras filosóficas y políticas Por Abû Nasr al-Fârâbî

Spanish/Portugues...

Abû Nasr al-Fârâbî (ca. 871–950) puede ser considerado como el verdadero fundador del sistema filosófico árabe. Representante de la Falsafa, movimiento filosófico que floreció y maduró en el mundo islámico como continuación del pensamiento griego, sus Obras filosóficas y políticas provienen de la preocupación por las dificultades políticas en el Estado islámico y se destacan por el intento de introducir una consideración racional de la realidad en una sociedad estrictamente religiosa como la musulmana. Desde un espíritu reformador, al-Fârâbî propone un orden social, el ideal o virtuoso, en el que los ciudadanos puedan encontrar las mejores condiciones para que cada uno, en la medida de sus capacidades, logre su perfección última.

os deveres do homem e do cidado de acordo com as leis do direito natural

Os Deveres do Homem e do Cidadão de acordo com as Leis do Direito Natural De Samuel Pufendorf

Spanish/Portugues...

Tradução para o Inglês por Andrew Tooke, 1691
Organização e Introdução de Ian Hunter e David Saunders

os limites da ao do estado

Os Limites da Ação do Estado De Wilhelm von Humboldt

Spanish/Portugues...

Introdução à Edição Brasileira Denis Lerrer Rosenfield
Editor J. W. Burrow
Tradução Jesualdo Correia

poltica

Política De Johannes Althusius

Spanish/Portugues...

Importante teórico do consentimento, do contrato, do federalismo e do corporativismo, o alemão Althusius (1557–1638) conciliou idéias bíblicas, aristotélicas e neocalvinistas em um original sistema político, baseado em princípios das leis natural e contratual. A recuperação de seu pensamento se deve, sobretudo, a dois aspectos, sintetizados na Política: sua filosofia do direito e seu federalismo. Apesar da moldura teológica, fundada na religião calvinista, trata-se do primeiro livro a apresentar uma teoria abrangente do federalismo republicano, enraizada no conceito de associação simbiótica e na idéia do consenso. Pensador seminal, Althusius foi resgatado por teóricos alemães que, no século XIX, lutaram pela unificação da Alemanha segundo princípios federativos. Seu pensamento também foi assimilado pelos americanos, que construíram o federalismo moderno com base no individualismo e reintroduziram a idéia do Estado como associação política, mais que como instituição reificada. No século XX, a importância do autor foi observada pelo teórico liberal alemão Carl Friedrich, que em 1932 relançou a edição de 1614 da Política acrescentando elucidativo prefácio sobre a vida e a obra do autor. Hoje, quando os cientistas sociais se preocupam em investigar o problema da liberdade em relação com a família, as comunidades étnicas e outras formas de associação, as idéias de Althusius sobre o constitucionalismo e a regulação filosófica dos processos políticos voltam a ganhar atualidade.

sobre a histria e outros ensaios

Sobre a História e Outros Ensaios De Michael Oakeshott

Spanish/Portugues...

Para Michael Oakeshott (1901–1990), o desafio específico dos historiadores é deixar de lado quaisquer preocupações de ordem prática ou ideológica em sua abordagem do passado, pois uma das maiores ilusões do ser humano é a crença em sistemas que nos levarão à perfeição final numa terra prometida. Desafio extremamente difícil, porque geralmente nosso interesse predominante não está na História em si, mas na política retrospectiva, e temos a tendência a transformar sistemas filosóficos em evangelhos. Sobre a História (1983) reúne cinco ensaios do pensador inglês que abordam temas centrais da ciência política, como a natureza da História, o primado da lei e a luta pelo poder inerente à condição humana. Oakeshott se destaca entre os filósofos políticos modernos por ter levado até os limites do entendimento humano suas dúvidas quanto aos fundamentos racionais. É um equívoco, porém, classificá-lo como cético; ao contrário, sua compreensão da liberdade decorre do fato de acreditar que não estamos condenados a “obter e gastar” — à “dança macabra das necessidades e satisfações” — e que existem diferentes maneiras de respondermos ao mundo. A original abordagem histórica deste pensador inglês foi forjada pela leitura de Sócrates, Santo Agostinho, Montaigne e Hobbes, mas ele não entendia os clássicos como repositórios de conhecimentos e lições de uso prático, e sim como introduções a modos de pensar.

vindicacin de la sociedad natural

Vindicación de la sociedad natural Por Edmund Burke

Spanish/Portugues...

Edición de Frank N. Pagano
Traducción de Javier Alcoriza, Antonio Lastra

This site uses local and third-party cookies to maintain your shopping cart and to analyze traffic. If you want to know more, click here. By closing this banner or clicking any link in this page, you agree with this practice.